Instrumento de reforço do Partido

Image 21561

No distrito de Viseu, pode dizer-se que a campanha de difusão do Avante! começou mais cedo. Em 2015, na Assembleia da Organização Regional do Partido, contava-se entre as decisões assumidas o aumento de 50 por cento no número de jornais vendidos no distrito e a criação de novos pontos de distribuição do Avante! em mais concelhos e freguesias. Hoje, estes objectivos estão prestes a ser concretizados, confessou ao Avante! João Abreu, responsável pela organização partidária no distrito de Viseu e membro do Comité Central.

Nos últimos meses, o Avante! passou a chegar a concelhos e freguesia onde nunca antes chegara ou onde há muito não chegava: a Penalva do Castelo, a Carregal do Sal, a Canas de Senhorim, Nelas, Santiago de Besteiros e ainda na última semana passou a ser enviado para Moimenta da Beira. Na calha, adianta o responsável, pode estar a criação de novos pontos de distribuição da imprensa do Partido em Mangualde, Tondela, Cinfães e Armamar. A Viseu e Lamego há muito que o Avante! já chega, acrescentou João Abreu.

Em alguns dos locais para onde o Avante! ainda não é enviado há leitores que o recebem pelo correio, por serem assinantes. Mas a experiência mostra que a distribuição do jornal pelas organizações locais do Partido não só estimula e contribui para o seu reforço como significa sempre o aumento considerável do número de exemplares vendidos.

O principal obstáculo à criação de novos pontos de venda e distribuição da imprensa, garante o membro do CC, é ainda a fragilidade de algumas das organizações partidárias e as dificuldades que por vezes existem em responsabilizar quadros do Partido por essa exigente tarefa – que no distrito significa, na grande maioria dos concelhos e freguesias, percorrer grandes distâncias entre as casas dos leitores a quem os jornais se destinam. Mas João Abreu confia – até pelos passos significativos que já estão a ser dados em todas essas localidades – que é uma questão de tempo até que os objectivos estipulados para a difusão e distribuição do Avante! sejam atingidos e, mesmo, superados.

Organizador colectivo

A difusão do Avante! e o reforço da organização do Partido andam a par e passo no distrito de Viseu, concretizando-se a função atribuída por Lénine ao jornal comunista como «organizador colectivo». Se a existência de organização do Partido numa determinada zona favorece o aparecimento de novos leitores do Avante!, também a criação de redes de distribuição do jornal nos diversos concelhos e freguesias é, em si mesma, um factor de reforço do Partido: elas permitem atribuir tarefas a mais quadros e garantem um contacto mais regular e efectivo entre a direcção partidária aos mais variados níveis e os seus militantes e simpatizantes. Tanto assim é, lembra João Abreu, que das (poucas) vezes que o Avante! não chegou aos seus destinatários eles próprios se organizaram para o ir buscar, tal a necessidade que tinham dele para a sua actividade política, partidária, sindical, autárquica e associativa.

Mas é o papel que o Avante! desempenha na formação política, ideológica e cultural dos militantes do Partido e no fortalecimento da coesão e unidade internas que o membro do Comité Central mais realça, até tendo em conta a realidade da organização regional, onde 60 por cento dos militantes foram recrutados na última década. Este peso impressionante de «novos» militantes se por um lado foi decisivo para a renovação dos organismos e organizações do Partido no distrito de Viseu – e em alguns casos inclusivamente para o seu ressurgimento –, ele significa, por outro, a relativa impreparação política e ideológica de muitos militantes e quadros.

Como adiantou João Abreu, o aumento da difusão do Avante! integra-se num movimento de reforço da organização do PCP no distrito de Viseu, mas também de alargamento da sua influência entre os trabalhadores e as populações. Nos últimos meses, para não recuar mais, os militantes e organizações do Partido têm dedicado uma especial atenção aos problemas regionais e locais, sobre os quais tomam posição pública, apontam soluções e estimulam a organização e protesto populares. O prestígio do Partido é hoje considerável, valoriza o responsável, para quem há ainda muito a fazer para colmatar as debilidades ideológicas que ainda persistem em muitos militantes do Partido e o Avante! «é fundamental para isso», conclui.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: