Comité Central ultima preparação do XX Congresso
Determinação e confiança
no futuro

Na reunião dos dias 26 e 27, o Comité Central do PCP deu um importante passo nos ultimou  preparativos para o XX Congresso, que se inicia depois de amanhã em Almada, aprovando entre outras matérias o projecto de Resolução Política e a proposta de composição do próximo Comité Central.

Com a reunião do Comité Central do passado fim-de-semana, aproxima-se do fim a preparação do XX Congresso do PCP, que se inicia em Almada na manhã da próxima sexta-feira, 2, e que decorre sob o lema «PCP – com os trabalhadores e o povo. Democracia e Socialismo». Nessa reunião, o CC aprovou, entre outras matérias, a Proposta de Resolução Política e de composição do próximo Comité Central, que serão colocadas à apreciação dos delegados.

Iniciada em Setembro com a publicação das Teses (elas próprias resultantes do debate realizado no Partido na primeira fase de preparação), esta terceira fase foi marcada por uma ampla e empenhada participação do colectivo partidário, expressa em centenas de reuniões e plenários de discussão de Teses e eleição de delegados. A democracia interna do Partido, revelada em toda a sua profundidade, não tem paralelo em qualquer outro partido político nacional.

Por estes dias, decorrem também no Complexo Municipal dos Desportos «Cidade de Almada» os trabalhos de implantação do XX Congresso. Ao mesmo tempo, as organizações do Partido intensificam os esforços para garantir a participação de delegados e convidados, mobilizam quadros para as múltiplas tarefas que tamanha realização exige e divulgavam amplamente, junto dos trabalhadores e do povo, o Congresso e os seus objectivos.

Dedicando-se a fundo à preparação do XX Congresso e das múltiplas tarefas que isso envolve, a organização partidária manteve-se particularmente activa nas várias vertentes da acção de reforço do Partido, no estímulo à luta de massas e ao fortalecimento das organizações e movimentos de massas, na dinamização e esclarecimento dos trabalhadores e do povo, numa situação política de grande exigência. E não podia ser de outra maneira, caso contrário este não seria – como será! – o Congresso de um Partido Comunista digno desse nome, por se encontrar profundamente ligado ao pulsar da vida e à dinâmica da luta e, por isso, mais capaz de dar resposta às aspirações dos trabalhadores e do povo.

O debate preparatório do Congresso e a intervenção diária dos comunistas nas empresas, nos locais de trabalho, nas localidades, nas autarquias e nas organizações de massas, fundiram-se numa mesma dinâmica de reflexão, intervenção e luta. Este será seguramente um importante momento da vida do Partido!

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: