Aconteu
Desemprego abaixo dos 10%

O Instituto Nacional de Estatística INE) reviu em baixa, dia 29, a taxa de desemprego de Fevereiro para 9,9 por cento, o valor mais baixo desde Fevereiro de 2009, estimando uma nova descida para 9,8 por cento em Março.

A população desempregada em Fevereiro foi de 508,3 mil pessoas, tendo diminuído 1,9 por cento (9,9 mil) em relação a Janeiro de 2017 e 5,5 por cento (29,3 mil) face a Novembro de 2016.

A estimativa provisória para Março aponta 504 mil pessoas desempregadas, menos 0,8 por cento (4,3 mil pessoas) em relação ao mês precedente e menos 3,1 por cento (16,2 mil) face a Dezembro de 2016.

Já a população empregada em Março atingiu 4,65 milhões de pessoas, mais 0,3 por cento (15,9 mil pessoas) face ao mês anterior, refere o INE.

A taxa de desemprego das mulheres (10,1%) excedeu a dos homens (9,5%) em 0,6 pontos percentuais, tendo ambas as taxas diminuído uma décima face ao mês anterior.

A taxa de desemprego dos jovens, por sua vez, situou-se em 23,3% e diminuiu 1,1 pontos percentuais em relação ao mês precedente.


População diminui pelo oitavo ano consecutivo

A população residente diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, segundo dados divulgados, dia 27, pelo Instituto Nacional de Estatística.

O relatório «Estatísticas Vitais» revela que no ano passado nasceram 87 126 crianças, o que representa um aumento de 1,9 por cento (1626 crianças) face a 2015.

No entanto, o número de mortes também aumentou no ano passado, totalizando 110 535 óbitos, mais 1,8 por cento relativamente a 2015 (108 539).

«Da conjugação dos valores registados de nados-vivos e óbitos em 2016 resulta, pelo oitavo ano consecutivo, um saldo natural negativo de -23 409, acentuando-se ligeiramente face ao verificado em 2015 (-23.011)», sublinha o INE.

O INE assinala ainda a morte de 278 crianças com menos de um ano, mais 28 do que o registado em 2015, «resultando em uma taxa de mortalidade infantil de 3,2 óbitos por mil nados-vivos (2,9 em 2015)».


Bombardeamento de Guernica foi há 80 anos

Centenas de pessoas prestaram homenagem, dia 26 de Abril, às vítimas do bombardeamento de Guernica pela aviação nazi, faz 80 anos.

Pelas 16.30 horas representantes de diversas instituições e associações depositaram coroas de flores no cemitério Zollo, assinalando o momento em que os aviões, enviados por Hitler para apoiar os falangistas de Franco, iniciaram o bombardeamento da pequena cidade do País Basco.

Luis Iriondo, de 94 anos, recordou a «chuva de fogo, de sangue e de morte que caiu sobre nós». Citado pela AFP, o sobrevivente do bárbaro ataque apelou ao fim dos bombardeamentos no mundo, referindo em particular a situação na Síria.


Lenine Cunha eleito melhor atleta do mundo

O paralímpico português Lenine Cunha, de 34 anos, foi eleito, dia 23, o melhor atleta do mundo pela Federação Internacional para Atletas com Deficiência Intelectual (INAS), numa gala que decorreu em Brisbane, na Austrália.

Tendo representado Portugal mais de 40 vezes, Lenine Cunha detém vários recordes mundiais e é o atleta que conquistou mais medalhas em todo o mundo, num total de 188 medalhas internacionais.

Recentemente conquistou cinco medalhas (uma de ouro, três de prata e uma de bronze) no 8.º Campeonato da Europa de Atletismo de Pista Coberta, em Praga, onde se sagrou campeão europeu de pentatlo.


Doroteia Peixoto vence Maratona de Dusseldorf

A atleta portuguesa Doroteia Peixoto venceu a 30 de Abril a Maratona de Dusseldorf, terminando a prova em 2:32.00 horas, ultrapassando o seu recorde pessoal por larga margem e conseguindo os mínimos para o Mundial de Londres. A atleta do Amigos da Montanha melhorou o seu recorde pessoal, feito no ano passado em Sevilha, em 4.01 minutos.

A tanzaniana Sara Ramadhani Makera ficou a 1.08 minutos da atleta portuguesa e na terceira posição concluiu Carmen Patricia Martinez Aguilar, do Paraguai, com 2:35.17. Em masculinos venceu o ugandês Robert Chemonga (2:10.32), e o português Marco Mello entrou em 12.º, com 2:34.48.

Depois de Vera Nunes em Zurique e Jessica Augusto em Hamburgo, Doroteia Peixoto é a terceira portuguesa a vencer uma maratona de Primavera este ano.



Resumo da Semana
Frases