19 de Abril de 1932 – Nasce Fernando Botero

Image 22802

Mundialmente conhecido pelas suas personagens volumosas, o pintor e escultor colombiano Fernando Botero sempre disse nas muitas entrevistas que concedeu «nunca ter pintado uma gorda na vida» e que apenas se limita a «dar protagonismo ao volume, torná-lo mais plástico, mais monumental, quase como se fosse comida, arte comestível. A arte deve ser sensual: é nesse sentido que o digo». Natural de Medellin, Botero cedo rumou para a Europa, após uma passagem como ilustrador no jornal O Colombiano, aos 16 anos, e de se ter distinguido ao ficar em 2.º lugar no Salão dos Artistas Colombianos, em Bogotá, aos 19 anos. Em 1957 expõe pela primeira vez nos EUA, onde vive durante alguns anos até se fixar em Paris, em 1973. Datam dessa altura as suas primeiras esculturas, «volumosas» como as pinturas. Artista politicamente engajado e particularmente preocupado com a violência na América Latina, de que é testemunho a sua mostra «Dores da Colômbia» sobre o conflito armado que dilacerou o país, em 2004 Botero denunciou com a sua arte as torturas cometidas por soldados norte-americanos contra os prisioneiros de Abu Ghraib, no Iraque. As obras de Botero estão espalhadas por todo o mundo, incluindo Lisboa: no jardim Amália Rodrigues, ao cimo do Parque Eduardo VII, a sua «Maternidade» fascina pela beleza e opulência.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: