1971 – 1.º Festival de jazz em Portugal

As ilusões criadas pela chamada «Primavera marcelista» ainda não tinham passado à história quando Cascais acolheu o 1.º Festival de jazz realizado no País. A iniciativa teve como principal figura Luís Vilas-Boas, seu grande dinamizador. O programa – visto à distância de quase meio século – era um verdadeiro luxo, já que reunia nomes como Miles Davis, Keith Jarrett, Gary Bartz, Ornette Coleman, Charlie Haden, Dexter Gordon, Dizzy Gillespie, Thelonious Monk, Sonny Stitt, para além do quarteto nacional «The Bridge», com o saxofonista João Ramos Jorge, que mais tarde se tornou conhecido como Rão Kyao. O Festival abriu com Miles Davis, que arrebatou a assistência, mas foi o contrabaixista Charlie Haden quem protagonizou o momento mais «quente» da noite ao dedicar uma das composições, «Song for Che» aos movimentos de libertação de Angola, Moçambique e Guiné, suscitando forte apoio do público. A polícia de choque não chegou a invadir o recinto, mas no final Haden foi detido pela Pide. Sendo cidadão dos EUA, acabou por ser escoltado para o aeroporto de Lisboa e expulso do País. Haden só voltaria a Portugal após o 25 de Abril de 1974, tornando-se bem conhecido do público pelas parcerias mágicas que fez com Carlos Paredes.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: