Vamos ao cinema?

Há oito anos, na sua primeira edição, o CineAvante mostrou ao que vinha, e de imediato foi acolhido com agrado pelos visitantes da Festa.
De então para cá, a cada nova edição, a adesão das pessoas foi crescendo, ganhou um público fiel, o projecto consolidou-se, conquistou um estatuto e lugar próprios no programa da Festa.
Este ano, entre filmes e documentários, são oito as criações que preenchem o programa de três dias, num total de cerca de dez horas de exiição.
Sem falar, claro, do «Monstrinha», projecto igualmente consolidado, com uma programação própria e que, como habitualmente, fará as delícias da pequenada.
Apague-se as luzes, pois, que a fita vai começar a rodar....

A Fábrica de Nada

de Pedro Pinho

Ficção | 2017 | Portugal | 176’

Uma noite um grupo de operários percebe que a administração está a roubar máquinas e matérias-primas da sua própria fábrica. Ao decidirem organizar-se para proteger os equipamentos e impedir o deslocamento da produção, os trabalhadores são forçados - como forma de retaliação - a permanecer nos seus postos sem nada que fazer enquanto prosseguem as negociações para os despedimentos. A pressão leva ao colapso geral dos trabalhadores, enquanto o mundo à sua volta parece ruir.

A Fábrica de Nada é ao mesmo tempo um convite para repensar o papel do trabalho num tempo em que a crise se tornou a forma dominante de governo, um hino à impotência destituinte e um musical lamentável.

Argumento: Pedro Pinho, Luísa Homem, Leonor Noivo, Tiago Hespanha baseado numa ideia original de Jorge Silva Melo | Fotografia: Vasco Viana | Som: João Gazua | Montagem: Cláudia Oliveira, Edgar Feldman, Luísa Homem | Produção: João Matos, Susana Nobre / Terratreme Filmes | Elenco: José Smith Vargas, Carla Galvão, Njamy Sebastião, J. Bichana Martins, Daniele Incalcaterra.

Colo

de Teresa Villaverde

Ficção | 2017 | Portugal, França | 135'

«O filme é uma reflexão muito actual, e quase serena, sobre o nosso caminho comum como sociedades europeias de hoje, sobre o nosso isolamento, a nossa perplexidade perante as dificuldades que nos vão surgindo, sobre a nossa vida nas cidades e dentro das nossas famílias. É um filme em tensão crescente que nunca chega a explodir.» (Teresa Villaverde)

Argumento: Teresa Villaverde | Fotografia: Acácio de Almeida | Montagem: Rodolphe Molla | Som: Vasco Pimentel, Marion Papinot, Joël Rangon | Director de Produção: António Gonçalo | Assistente de Realização: Paulo Belém | Decoração: Maria José Branco | Produção: Teresa Villaverde / Alce Filmes | Co-produção: Sedna Films - Cécile Vacheret | Com: João Pedro Vaz, Alice Albergaria Borges, Beatriz Batarda, Clara Jost, Tomás Gomes, Dinis Gomes, Ricardo Aibéo, Simone de Oliveira, Rita Blanco.

Luz Obscura

de Susana de Sousa Dias

2017 | Documentário | Portugal | 76'

Que rede familiar se esconde por detrás de um único preso político?

Como dar corpo a quem desapareceu sem nunca ter tido existência histórica? Partindo de fotogra as da polícia política portuguesa (1926-1974), Luz Obscura procura revelar como um sistema autoritário opera na intimidade familiar, fazendo emergir, simultaneamente, zonas de recalcamento actuantes no presente.

Argumento: Susana de Sousa Dias | Fotografia: João Ribeiro | Som: Armanda Carvalho | Mistura de Som: João Ganho | O Ganho do Som | Imagem e som adicionais: Ansgar Schäfer, Susana de Sousa Dias | Montagem: Susana de Sousa Dias | Assistente de Montagem: Rui Ribeiro | Produção: Ansgar Schaerfer | kintop | Pós-produção de imagem: Irma Lucia | Supervisão de pós-produção sonora: António de Sousa Dias.

O Jovem Karl Marx

de Raoul Peck

Drama, Biografia | 2017 | Alemanha, França, Bélgica | 118'

A amizade entre Marx e Engels - os titãs intelectuais alemães e os pais do marxismo - traçando a conclusão do Manifesto Comunista e a criação de um movimento revolucionário do qual nasceram os instrumentos teóricos para a emancipação das massas oprimidas na Europa e em todo o mundo.

Em 1844, em Paris, Marx encontra Friedrich Engels, filho de um industrial, que investigou o nascimento da classe trabalhadora britânica. Engels, fornece a última peça do quebra-cabeças para a nova visão de mundo do jovem Marx.

Elenco: August Diehl (Inglorious Bastards), Stefan Konarske, Vicky Krieps.

Tarrafal: Dez Pancadas no Carril

de João Paradela

Documentário | 2017 | Cabo Verde, Portugal | 80'

O documentário Tarrafal, Dez Pancadas no Carril é uma reflexão cine-poética sobre a memória do Campo de Concentração do Tarrafal. Pretende sobretudo perceber o mecanismo da memória de um espaço que serviu para aniquilar pessoas que eram contra o regime salazarista e que depois serviu para outras actividades. Saber a importância do espaço na memória coletiva em Portugal, Cabo Verde, Guiné Bissau e Angola, países diretamente ligados ao espaço. No sentido de não ser um filme demasiadamente etéreo e sem compromisso ideológico é que contará e descreverá o papel do Campo de Concentração do Tarrafal nas políticas de extermínio das oposições políticas ao regime vigente em Portugal e territórios ultramarinos. Falar de um espaço que pertence ao nosso passado recente e que representa um dos momentos mais escuros e terríveis dessa mesma História. O tempo teima em apagar esse período, pelo que proponho uma reflexão sobre esse mesmo processo de esquecimento. Perguntando, em última análise, se a continuação da existência dos espaço físico do Campo de Concentração é um garante da memória da sua história e do seu papel como elemento de destruição da oposição ao Regime que ele representa.

Criação Gráfica: Filipe Fonseca | Vozes: Miguel Borges e Dalila Carmo | Argumento e Diálogos: Mário Fonseca e João Paradela | Fotografia: Paulo Menezes | Música: Mário Lúcio | Montagem: Edgar Feldman | Produtor: Pandora da Cunha Telles, Pablo Iraola e João Paradela | Coprodução: Ukbar Filmes e Vôo da Cegonha.

Farpões Baldios

de Marta Mateus

Ficção, Documentário | 2017 | Portugal | 25’

No final do século XIX, os trabalhadores rurais em Portugal iniciaram uma corajosa luta por melhores condições de trabalho. Depois de gerações de miséria e fome, a Revolução de Abril semeou a promessa de uma Reforma Agrária. Na região do Alentejo, estes camponeses ocuparam grandes propriedades onde antes eram submetidos ao poder dos seus patrões.

Diz-se no Alentejo, que quando se perde alguma coisa, quem procura deverá começar a andar para trás e voltar ao princípio. Reza-se e pede-se a Santa Luzia que nos cure dos olhos, para que possamos olhar melhor e ver.

Os protagonistas deste filme, resistentes desta velha luta, a quem foi roubada a infância e a escolaridade, contam a sua história às gerações de hoje, nas suas próprias palavras.

Argumento: Marta Mateus | Fotografia: Hugo Azevedo | Som: Olivier Blanc, Hugo Leitão | Montagem: Marta Mateus | Produção: Joana Ferreira, Isabel Machado / C.R.I.M. | Co-produção: Abel Ribeiro Chaves / OPTEC | Elenco: Maria Clara Madeira, Gonçalo Prudêncio, Maria Catarina Sapata, José Codices, Francisco Barbeiro, Lúcia Canhoto, Mariana Nunes, Tatiana Prudêncio, João Neves, António Prudêncio, Rodrigo Rosas, Tobias Liliu, Joaquim Prudêncio, Augusto Frade, Paula Pelado.

O Caso J.

de José Filipe Costa

Ficção | 2017 | Portugal | 20’

Um tribunal é um teatro e a morte pode ser uma montagem. Dois polícias são acusados do extermínio injustificado de J. por um tribunal criminal. A mãe de J. é interrogada pelo advogado de defesa dos polícias, para assim esclarecer quem era o seu filho: qual era a sua profissão? Onde trabalhava? Junto ao seu corpo, foi encontrada droga e uma pistola.

Argumento: José Filipe Costa | Fotografia: Vasco Viana | Som: Rúben Costa | Montagem: Francisco Moreira | Produção: Filipa Reis, João Miller Guerra / Uma Pedra no Sapato | Co-Produção: Daniela Santos, Eduardo Ades, João Felipe Freitas / ImagemTempo | Elenco: Graziella Moretto, Eduardo Gaspar, António Terra, Lília Trajano, Augusto Madeira, Marcello Melo, Marcelo Gonçalves, Lucas Sadalla.


Russa

de João Salaviza e Ricardo Alves Jr.

Documentário, Ficção | 2018 | Portugal, Brasil | 20'

Russa volta ao Bairro do Aleixo no Porto, visitando a irmã e os amigos com quem celebra o aniversário do filho. Neste breve encontro, Russa regressa à memória colectiva do seu bairro, onde três das cinco torres ainda se mantêm de pé.

Produtor: João Salaviza, Renée Nader Messora, KARÕ FILMES | Argumento: João Salaviza, Ricardo Alves Jr., Renée Nader Messora, Germano Melo | Fotografia: Renée Nader Messora | Montagem: João Salaviza, Ricardo Alves Jr. | Som: Léo Bortolin | Co-Produtor: Ricardo Alves Jr., Thiago Macêdo Correia, ENTREFILMES, Renée Nader Messora, MATERIAL BRUTO, Câmara Municipal do Porto - Pelouro da Cultura | Actores Principais: Alberto Moreira, Helena Campos, Maria Antonieta.

 

PROGRAMAÇÃO

SEXTA-FEIRA

22:00 O Jovem Karl Marx
Raoul Peck (118')

SÁBADO

11:30 MONSTRINHA 01

(48') | M/ 6 anos

14:15 Farpões Baldios

Marta Mateus (25')

15:00 Colo

Teresa Villaverde (135')

17:30 Russa

João Salaviza e Ricardo Alves Jr. (20')

18:00 O Caso J.

José Filipe Costa (20')

18:30Tarrafal: Dez Pancadas no Carril

João Paradela (80')

21:00 A Fábrica de Nada

Pedro Pinho (176')

DOMINGO

11:30 MONSTRINHA 02

(48') | M/ 6 anos

14:15 Luz Obscura

Susana de Sousa Dias (76')

16:30 Debate «Cineclubismo em Portugal»

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: