Dez em cada 100 pessoas vivem em pobreza extrema

Uns 10% da população mundial permanecem hoje em pobreza extrema e, num planeta de abundância, mais de 700 milhões de pessoas estão impossibilitadas de satisfazer as suas necessidades diárias básicas.

Este o alerta lançado pelo secretário-geral da ONU no Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza (17 de Outubro), em que destacou a necessidade de desenvolver políticas para resolver o problema.

Muitas pessoas em todo o mundo vivem em situações de conflito e crise, outras enfrentam barreiras para aceder a cuidados médicos, à educação e a oportunidades de emprego e, em especial, as mulheres são desproporcionalmente afectadas, advertiu António Guterres.

A erradicação da pobreza em todas as suas formas e dimensões, como figura no primeiro objectivo da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, é um dos maiores desafios mundiais e uma das principais prioridades das Nações Unidas.

Pôr fim à pobreza não é uma questão de caridade mas de justiça e existe uma conexão fundamental entre acabar com a pobreza extrema e defender a igualdade dos direitos de todas as pessoas, realçou o secretário-geral da ONU.

Os conflitos armados dificultam um maior progresso da erradicação da pobreza e podem socavar rapidamente muitos dos avanços alcançados, tanto na discriminação como no aumento das desigualdades, assim como os desastres naturais extremos também colocam grandes desafios.

«Percorremos um longo caminho desde que o mundo comemorou este dia há 25 anos. Quase mil milhões de pessoas saíram da pobreza graças à liderança política, ao desenvolvimento económico inclusivo e à cooperação internacional». Mas isso não é suficiente, afirmou Guterres, já que muitas pessoas continuam na pobreza, pelo que pediu políticas públicas que derrubem os obstáculos que contribuem para a perpetuação da pobreza.

E instou a ouvir os milhões de pessoas que vivem na miséria em todo o mundo, a abordar as estruturas de poder que impedem a sua inclusão na sociedade e a combater as indignidades que enfrentam.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: