Solidariedade à Revolução Bolivariana hoje em Lisboa

O CPPC, juntamente com outras organizações, promove hoje, 31, às 18h30, uma sessão de solidariedade com a Revolução Bolivariana na Casa do Alentejo, em Lisboa. A expressão desta solidariedade, lê-se no folheto de apelo à iniciativa, é indispensável no momento em que «um novo golpe de Estado é promovido por Trump, com o apoio de Bolsonaro e de outros que se prestam servis».

Este golpe, acrescenta-se, insere-se na escalada de «desinformação, de desestabilização, de pressão, de chantagem, de bloqueio económico e financeiro promovidos pela Administração Trump, que está na raiz do agravamento dos problemas e dificuldades que enfrentam o povo venezuelano e que atingem igualmente a comunidade portuguesa na Venezuela». Acresce a tudo isto as ameaças brandidas de uma nova intervenção militar – na senda das que atingiram o Iraque, a Líbia ou a Síria –, desta feita contra a Venezuela.

As organizações promotoras da sessão estão «solidárias com o povo venezuelano» e defendem o seu «legítimo direito a decidir soberanamente o seu caminho de desenvolvimento, um direito consagrado na Carta das Nações Unidas e no Direito Internacional».

Para ontem, já após o fecho da nossa edição, estava marcada uma acção semelhante, no Porto.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: