Séc. XVI – Os Jardins de Bomarzo

 

Conhecidos na região de Viterbo, Itália, como os «jardins dos monstros», «parque dos monstros» ou «bosque sagrado», os Jardins do Bomarzo são um impressionante complexo onde esculturas surreais rivalizam com estátuas gigantes no meio do labiríntico arvoredo de um bosque de cerca de três hectares. Mandado construir pelo príncipe Pier Francesco Orsini, também conhecido por Vicino Orsini, o parque foi concebido pelo pintor, arquitecto, antiquário e paisagista italiano Pirro Ligorio, e terá, segundo a lenda, sido a forma de o príncipe expressar a sua dor pela perda da esposa, Giulia Farnese, sem a qual não encontrava beleza na existência. Verdade ou não, o facto é que o «parque dos monstros» constitui, segundo os especialistas, um dos mais sugestivos exemplos de arte renascentista tardia em Itália. Recheado de figuras mitológicas, monstros, animais, obeliscos, máscaras grotestas, este bizarro jardim esteve abandonado, após a morte do seu patrono, durante quatro séculos. A recuperação da propriedade e das estátuas, realizada em 1954, não terá sido alheia à projecção dada ao parque pelo pintor surrealista espanhol Salvador Dali, que no início do séc. XX o considerou «uma invenção histórica única» e ali se deixou filmar. Está aberto ao público todo o ano.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: