Marinhas dos EUA e aliadas em exercícios militares no Brasil
Comunistas da Venezuela rejeitam ameaças belicistas

ALERTA O PCV denunciou as ameaças belicistas do imperialismo contra a Venezuela e apelou ao movimento comunista internacional e às forças da paz para intensificar as acções de solidariedade.

O Partido Comunista da Venezuela (PCV) rechaçou energicamente recentes declarações belicistas do chefe do Comando Sul dos EUA, Craig Faller. Durante as manobras militares Unitas, o almirante afirmou que a marinha norte-americana está pronta para utilizar as suas forças contra a Venezuela. «Esta nova e grave ameaça de intervenção militar confirma as intenções do imperialismo estado-unidense de recrudescer a sua criminosa ofensiva contra o povo venezuelano com o objectivo último de derrubar o governo legítimo do presidente Nicolás Maduro», denunciou o PCV.

Os comunistas expressaram repúdio pelo desenrolar das manobras militares marítimas Unitas, no Rio de Janeiro, nas quais participaram países latino-americanos – Brasil, Argentina, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Chile, Panamá e México – em conjunto com as marinhas de guerra dos EUA, Portugal, Reino Unido e Japão.

«Chamamos a atenção que estes exercícios militares coincidem com a adopção de novas sanções unilaterais coercivas contra a Venezuela e com a ameaça do governo dos EUA de bloquear com uma força naval as costas venezuelanas» e «denunciamos as manobras como uma provocação belicista do imperialismo estado-unidense e aliados contra a Venezuela e os governos da região que não são afins aos seus planos hegemónicos e uma perigosa ameaça para a paz e estabilidade da região», alertou o PCV.

Os comunistas venezuelanos apelaram ao movimento comunista internacional e às forças comprometidas com a paz a manter-se vigilantes e a intensificar as acções de solidariedade com as forças democráticas e progressistas da América Latina e das Caraíbas, a fim de conter os planos belicistas do imperialismo e seus aliados na região.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: