Arranca a campanha para as regionais da Madeira

Anteontem, Edgar Silva, primeiro candidato da CDU às eleições regionais da Madeira de 22 de Setembro, esteve no Pólo da Penteada, São Roque. Naquela freguesia do Funchal, o cabeça-de-lista criticou o «esbanjamento de dinheiros públicos» no Madeira Tecnopolo, na Inteligência Conectiva e na Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira, projectos «falidos» que o «povo madeirense está a pagar».

Segunda-feira, 9, o candidato viajou até ao Porto Santo, onde abordou os problemas dos transportes e da mobilidade, que atingem particularmente os residentes do interior daquela ilha, alvo de «tripla insularidade». «As populações que vivem mais afastadas do centro (Camacha, Pedregal, Serra de Fora e Serra de Dentro) nem dos transportes podem usufruir», acusou.

No arranque oficial da campanha eleitoral, dia 8, a CDU assumiu um compromisso com as vítimas das profundas desigualdades sociais, que lutam pelos direitos ao desenvolvimento. Nas zonas altas do Funchal, em São Roque, Edgar Silva afirmou que «um novo rumo é urgente para o desenvolvimento». «As zonas marginalizadas e injustiçadas são o resultado de erradas políticas concretizadas quer pelo PSD, quer pelo PS», acusou.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: