Aumentam as dificuldades de acesso à saúde
Saúde
De mal a pior

O Governo continua a atentar contra a saúde dos portugueses, que todos os dias tomam conhecimento da sua intenção de encerrar mais unidades de prestação de cuidados.

Image 6549

De acordo com informação prestada pelo director executivo do ACES Zêzere em reunião do Conselho da Comunidade do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES), a Administração Regional de Saúde (ARS) propôs o encerramento dos Centros de Saúde/Extensões com menos de 1500 utentes o que, no caso do ACES Zêzere, significaria o encerramento de 45 unidades de saúde.

Atendendo a esta informação, o deputado do PCP António Filipe entregou na Assembleia da República um requerimento instando o Governo, através do Ministério da Saúde, a confirmar tal pretensão.

O deputado, no seu requerimento, diz mesmo que, se se considerar as dificuldades já actualmente existentes no acesso a cuidados de saúde das populações abrangidas pelo ACES Zêzere, devido sobretudo à falta de médicos de família, «é até difícil imaginar as consequências nefastas que a decisão de encerrar 45 unidades de saúde na área desse ACES teria para as populações».

Ao Grupo Parlamentar do PCP chegou também a informação, através do Secretariado das Comissões de Utentes de Saúde do Concelho de Almada, de que o Governo pretende encerrar o Centro de Saúde da Costa da Caparica, devido à falta de médicos, sendo que a aposentação de quatro médicos em 2010 agravou o número de utentes sem médico de família.

Ora, se eventualmente o Centro de Saúde da Costa da Caparica encerrar, diz a Direcção da Organização Regional de Setúbal do PCP, a população vai ter mais dificuldades no acesso aos cuidados de saúde, o que levará consequentemente ao agravamento da situação das urgências do Hospital Garcia de Orta. Entretanto, no plano estratégico do Programa Polis da Costa da Caparica está prevista a construção de um novo Centro de Saúde num terreno já cedido pela Câmara Municipal para o efeito.

Assim, os deputados do PCP Paula Santos e Bruno Dias querem saber se o Governo garante o funcionamento do Centro de Saúde da Costa da Caparica, que medidas vai tomar para contratar os médicos em falta para que todos os utentes tenham médico de família e qual a data da construção do novo Centro de Saúde na Costa da Caparica.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: