Dia Internacional da Mulher
Pela igualdade na lei e na vida

A propósito do Dia Internacional da Mulher, que se comemora a 8 de Março, o PCP editou um documento, a ser distribuído por todo o País, onde afirma que o reconhecimento dos direitos das mulheres é uma conquista da Revolução de Abril e exigiu uma prolongada luta contra as diversas formas de opressão e exploração. «Ao longo dos últimos 90 anos, a luta das mulheres pelo reconhecimento de direitos e pela sua participação em igualdade teve no PCP, e nas mulheres comunistas, o mais coerente e combativo aliado», lê-se na brochura.

O Movimento Democrático de Mulheres assinala o dia 8 de Março com um conjunto de iniciativas diversificadas. Assim, no dia 4 de Março, terá lugar no Chiado, em Lisboa, a partir das 11 horas, uma distribuição de flores, que será seguida, às 14.30 horas, de um cordão humano, co-organizado com a União de Sindicatos de Lisboa, em direcção à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento. Em Faro, no dia 8 de Março, no Teatro das Figuras, pelas 21.30 horas, realiza-se uma sessão com música, teatro e dança. No dia 10 de Março será inaugurada, às 17.30 horas, na Galeria do Governo Civil de Lisboa, a exposição de fotografia «Criar, Trabalhar, Valorizar – o contributo das mulheres para o desenvolvimento do País».



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: