Igualdade

A União de Sindicatos de Castelo Branco (USCB/CGTP-IN) promoveu, dia 14 de Outubro, a 4.ª Conferência Distrital para a Igualdade entre Mulheres e Homens. Na iniciativa participaram cerca de 70 delegados em representação de vários sindicatos, os quais elegeram a nova Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens, e aprovaram uma resolução em que se valoriza os passos significativos dados no distrito no sentido de efectivar a igualdade de género no trabalho, na família e na sociedade, mas também se reconhece a existência de um largo caminho a percorrer.

O texto defende a valorização dos salários e das pensões de reforma; o fim das discriminações salariais e na progressão nas carreiras; a conciliação da vida familiar com a vida profissional através do combate à precariedade, da possibilidade de dispensa de trabalho nocturno dos trabalhadores com filhos menores de 12 anos quando ambos os pais estiverem neste regime, e da institucionalização do período normal de trabalho de 35 horas semanais.

A Conferência reiterou, igualmente a necessidade de alargar as estruturas sociais de apoio e dos serviços públicos e funções sociais do Estado – Saúde, Educação, Segurança Social, Habitação ou Justiça, bem como a melhoria da protecção social através da garantia de um prazo mais longo de licença de maternidade/paternidade pago integralmente, assegurar a universalidade do abono de família; o pagamento de prestações sociais a todos os desempregados que tenham cessado o subsídio de desemprego; o reforço de meios das entidades inspectivas para punir práticas patronais discriminatórias e o assédio moral.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: