Ordem dos Médicos
Movimento «Alternativo» vai continuar
A Comissão Directiva da Candidatura «Alternativa» a Bastonário da Ordem dos Médicos considerou, em nota de imprensa, que nas eleições de 12 de Dezembro «alcançou um importante marco na história da Ordem».
«A Candidatura “Alternativa” marcou as eleições por uma postura séria, um trabalho profundo, orientado exclusivamente pelos interesses dos medidos», lembrou, sublinhando que, embora não tivesse ganho na segunda volta, «os médicos perceberam que era importante haver uma alternativa e que a Ordem dos Médicos não pode continuar alheada dos seus associados e dos interesses dos médicos».
No documento enviado às redacções, a candidatura revelou ainda que este mandato, «que agora se avizinha», será de «transição». «O movimento “Alternativa” compromete-se a desenvolver todos os esforços para que essa alternativa se desenvolva e concretize nas próximas eleições», adianta, defendendo, para além do Serviço Nacional de Saúde, a «urgente reorganização interna da Ordem», no que diz respeito à revisão dos «estatutos», do «regulamento eleitoral» e do «código deontológico».


 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: