Multidões nas cerimónias fúnebres do escritor comunista
Saramago, a luta continua!

 Nos diversos passos da homenagem que constituiu o funeral de José Saramago, o Prémio Nobel da Literatura, aclamado por multidões de amigos e camaradas que entenderam a mensagem da sua obra de escritor comprometido com a sua época e com as lutas travadas pelos trabalhadores da sua Pátria, o grito de «Saramago, a luta continua!» cobriu protocolos e deu uma verdadeira dimensão, que perdurará, da ligação popular aos seus livros.

 



José Saramago morreu aos 87 anos
Páginas de uma vida

Nascido de famílias camponesas pobres, na localidade da Azinhaga, concelho da Golegã, José Saramago fez-se escritor e chegou a Prémio Nobel da Literatura. Na sua conduta diária e na sua vasta e rica obra literária, nunca esqueceu as suas origens nem deixou de se afirmar comunista.



Comunista por convicções e práticas

Extensa e singular obra literária

Palavras que ficam

A primeira Festa do Avante! na Atalaia faz 20 anos
Uma grande conquista do colectivo partidário



«É nosso! É nosso!»

A Festa do Avante! passou por cinco locais diferentes até se estabelecer na Quinta da Atalaia. Por três vezes o poder do Estado capitalista «sacudiu» os comunistas e a sua Festa. Terreno após terreno, a burguesia acrescentou dificuldades, destilando ódio de classe contra o mais consequente defensor das conquista da revolução de Abril - o Partido da classe operária e de todos os trabalhadores.



Ataque permanente à Festa do PCP

Temperar saberes

Já começámos a construir a Festa
Primeira jornada de trabalho cumpriu-se na Atalaia