Entrevista a Socorro Gomes, Presidente do Conselho Mundial da Paz
«A Paz é uma bandeira avançada dos povos»

«Só teremos paz quando desmontarmos essa máquina de guerra e opressão». As palavras de Socorro Gomes na entrevista concedida ao Avante! sintetizam o desafio que enfrentam os trabalhadores e os povos na defesa da paz e de um mundo de progresso e justiça, e face ao perigo de novas aventuras militares imperialistas.

No contexto da crise do sistema, a luta pela paz e contra a exploração não podem ser dissociadas, expressou ainda a presidente do Conselho Mundial da Paz, para quem a alteração do conceito estratégico da NATO, prevista para a Cimeira de Novembro, em Lisboa, se enquadra no objectivo de perpetuar a dominação global das grandes potências.



Sócrates e o Estado Social
Governo usa SNS para reduzir défice

A utilização do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para reduzir o défice orçamental, associada a uma privatização crescente dos serviços de saúde públicos, está a provocar a degradação dos serviços de saúde em Portugal. Um dos instrumentos mais eficazes para destruir o SNS é através do seu estrangulamento financeiro. É precisamente isso o que têm feito os governos de Sócrates. E não será o súbito amor de Sócrates pelo Estado Social, por puro oportunismo político para assim convencer a opinião pública de que é diferente de Passos Coelho, que pode e deve ocultar esta verdade.



Portugal não está condenado à pobreza
Falta vontade política para a batalha da produção

Ao princípio foi o défice orçamental que justificou, por imposição do acordo PS/PSD, a regressão social nas funções sociais do Estado e no investimento público.

Agora o estribilho é outro. São as consequências da dívida pública derivadas não só da amortização do «calote» português aos agiotas, como do pagamento dos respectivos juros a taxas cada vez mais elevadas.

A este respeito surgiram recentes estudos de natureza académica a prever, num curto espaço de tempo, uma quebra de cerca de 1,75% no valor nominal do nosso produto interno.