Argentina
Cem mil assinalam política anti-imperialista

Image 10307

Mais de cem mil argentinos participaram, sexta-feira, 27, num acto público de saudação à política anti-imperialista desencadeada com a vitória eleitoral de Néstor Kirchner nas presidenciais realizadas em 2003, justamente no dia 27 de Abril.

Na cerimónia, que ocorreu no estádio de futebol do Vélez Sarsfield, nos subúrbios da capital, Buenos Aires, a actual presidente e viúva de Kirchner, Cristina Fernández, sublinhou os passos dados nos últimos anos em defesa da soberania nacional e instou os jovens a «tomarem partido».

Cristina Fernández Kirchner reafirmou, ainda, a autoridade argentina sobre as ilhas Malvinas, defendendo que o processo de restituição do território usurpado pelo império britânico seja concretizado de forma pacífica, e insistiu na legitimidade e necessidade de expropriação da maioria do capital da petrolífera YPF, até agora controlada pela Repsol.

Dias antes desta iniciativa de massas, o projecto legislativo que inicia o processo de expropriação da empresa foi aprovado no Senado, antecâmara para a sua discussão e votação no parlamento do país.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: