«Livro Branco» reeditado

Na segunda-feira, quando passaram 30 anos sobre os acontecimentos trágicos que são descritos no Livro Branco – Maio 1982 Porto, a União dos Sindicatos do Porto realizou, no pequeno auditório do Teatro Rivoli, uma cerimónia de apresentação da segunda edição da obra. A iniciativa contou com a participação de Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, João Torres, coordenador da USP e membro da Comissão Executiva da Inter, e de Vítor Ranita, autor do prefácio desta segunda edição e dirigente da USP e da central em 1982.

No final da apresentação do livro, as dezenas de pessoas presentes deslocaram-se à Praça Almeida Garrett (frente à Estação de S. Bento), para acompanhar a deposição de flores nos locais onde, vítimas da brutal repressão policial, foram assassinados dois jovens trabalhadores: Mário Gonçalves e Pedro Vieira.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: