Protesto olímpico do pessoal da limpeza

A estação de Stratford, principal acesso ao Parque Olímpico, foi palco, dia 9, de um protesto do pessoal de limpeza do metropolitano de Londres, que cumpria a primeira jornada de uma greve de 48 horas por aumentos remuneratórios.

O sindicato dos trabalhadores dos transportes, RTM, decidiu aproveitar os Jogos Olímpicos Londres 2012 para denunciar os baixos salários, as más condições de trabalho e exigir a justa remuneração das horas extraordinárias relacionadas com a competição desportiva.

«Os muitos milhões [de pessoas] que aproveitam os eventos não podem esquecer que o pessoal de limpeza dos transportes londrinos recebe o salário mínimo para fazer um dos trabalhos mais sujos, muitas vezes em condições escandalosas sem qualquer reconhecimento ou recompensa olímpica», declarou o secretário-geral, Bob Crow, citado pela Lusa.

No mesmo dia, os grevistas promoveram concentrações em várias outras estações da cidade, repetindo o protesto que já tinham realizado em 27 de Julho, dia da abertura dos Jogos.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: