Herdade das Turquillas
«Voltaremos!»

Um amplo dispositivo da guarda civil desalojou, dia 10, o grupo de trabalhadores rurais que ocupava há 18 dias a herdade das Turquillas, em Osuna (Sevilha), propriedade do Ministério da Defesa, exigindo que a terra fosse dada a quem a trabalha.

Segundo relatou Sánchez Gordillo ao jornal basco Gara (11.08), os veículos da guarda civil irromperam às seis da manhã na propriedade. Identificaram as pessoas que ali estavam acampadas e que tinham iniciado trabalhos de limpeza e preparação do solo para o cultivo, numa área de três hectares.

Na ocasião foi detido um camponês, suspeito de ter participado, dia 17, na «expropriação» de produtos alimentares em Écija.

A operação policial decorreu sem incidentes. Ninguém opôs nenhum tipo de resistência. Arrumaram os seus haveres e desmontaram o acampamento e abandonaram a propriedade pacificamente.

Nesse dia, no site do Sindicato Andaluz de Trabalhadores, foi colocada uma foto do dia da ocupação e uma única palavra: «Voltaremos!»

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: