RTP e Lusa<br>Desmantelamento inaceitável

A RTP está a contactar jornalistas delegados-correspondentes, especialmente da Rádio Pública, em capitais do distrito, visando o encerramento das delegações, denunciou, anteontem, em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas (SJ). «O Conselho de Administração da RTP pretende, nalguns casos, extinguir os postos de trabalho, e noutros admite a possibilidade de os jornalistas passarem a trabalhar em casa e/ ou serem transferidos para Lisboa, Coimbra ou Porto, mas sem qualquer compensação pela alteração das condições de trabalho», denuncia o Sindicato. Frisando que esta «reestruturação» está a ser feita à margem dos «termos legalmente exigíveis, designadamente com omissão da audição e participação prévias da Comissão de Trabalhadores e do SJ», o Sindicato decidiu denunciar o caso à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Recorda-se que, no dia 5, a ACT deu razão ao SJ num caso semelhante, relativo à Lusa, confirmando que a Comissão de Trabalhadores deveria ter sido ouvida sobre o inaceitável processo de encerramento das delegações de Coimbra, Évora e Faro, que aconteceu em Maio.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: