Pobreza aumenta no México

O número de mexicanos em situação de pobreza extrema aumentou de 11,7 milhões para 13 milhões em 2012, segundo revelou um representante do governo durante os trabalhos do Fórum México 2013.

No encontro, realizado nos dias 9 e 10 com especialistas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, o subsecretário do Desenvolvimento Social, Javier Guerrero, prometeu políticas públicas para combater o alastramento da pobreza, num país onde a indigência contrasta com grandes fortunas, como é o caso do magnata Carlos Slim, que lidera a lista dos maiores multimilionários do mundo.

Já no início do mês, um inquérito oficial concluiu que 74 por cento dos mexicanos vivem com fracos recursos, tendo sido incapazes pelo menos uma vez ao longo do ano passado de fazer face às suas necessidades diárias.

O estudo indica igualmente que, numa população com mais de 112 milhões de habitantes, 32 por cento auferem rendimentos insuficientes para cobrir as despesas diárias.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: