Propostas do PCP
Mel livre de OGM

O deputado do PCP no Parlamento Europeu, João Ferreira, defendeu, dia 12, na Comissão do Ambiente, Saúde Pública e Segurança Alimentar, a garantia de um perímetro mínimo de segurança livre de OGM (organismos geneticamente modificados) nas zonas de produção tradicional de mel.

Entre outras propostas de alteração à Directiva do Mel, o deputado pretende que a eventual presença de pólen contaminado com OGM seja indicada no rótulo do produto.

Com o objectivo de prestar uma informação transparente aos consumidores, João Ferreira defende igualmente a obrigatoriedade de se mencionar no rótulo o país de origem do mel ou, em caso de misturas, as percentagens colhidas em cada país.

O deputado propõe que a União Europeia compense inteiramente os apicultores afectados com perda de rendimentos devido à contaminação do mel com OGM e que assuma os custos decorrentes das análises necessárias para a correcta rotulagem.

Estas propostas reflectem algumas das mais importantes reivindicações deste sector e visam proteger este produto natural, que se distingue pelas suas propriedades curativas, digestivas e energéticas, pela sua composição rica em substâncias indispensáveis ao organismo humano e pelo seu efeito benéfico no tratamento de vários problemas de saúde.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: