Protestos na Palestina

O Dia da Terra foi assinalado, sábado e domingo, 29 e 30, na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Leste com manifestações populares envolvendo milhares de pessoas. Os protestos contra a ocupação ilegal e a construção de colonatos nos territórios palestinianos por parte de Israel – prática condenada internacionalmente e considerada um crime de guerra, ainda recentemente em Quito, no Equador, onde reuniu o Comité da ONU para os Direitos Inalienáveis do Povo Palestiniano –, terminaram em confrontos com a polícia e o exercito sionistas.

Já depois das iniciativas de massas, a Autoridade Nacional Palestiniana (ANP) deu um ultimato ao secretário de Estado norte-americano para que obrigue Israel a cumprir o acordo de libertação de prisioneiros. Em nome da direcção palestiniana, Mustafa Barghuti garantiu, esta segunda-feira, 31, que se John Kerry não o garantir, a ANP procurará apoio entre as agências da ONU para alcançar esse propósito.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: