Greve na TN

Os trabalhadores da TN (Transportes Nogueira e FRT Cargo), em Famalicão, estiveram ontem em greve em defesa da aplicação dos direitos constantes no contrato colectivo de trabalho e contra o clima repressivo na empresa. Manifestaram, de novo, solidariedade para com um trabalhador que há vários dias se mantém em protesto à porta da empresa, contra os sistemáticos processos disciplinares a que tem sido sujeito, por em 2016 ter sido interveniente numa greve.
Durante a greve de ontem realizou-se um plenário.
Nesta jornada voltou a participar Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, que ali tinha estado no dia 20.
De acordo com o STRUP, sindicato da Fectrans/CGTP-IN, a administração da TN ignora a descrição de todas as rubricas no recibo de vencimento dos trabalhadores, continuando a processar nas ajudas de custo valores que correspondem a horas extraordinárias, subsídios de alimentação, pequenos-almoços, quilómetros percorridos nos serviços internacionais. Desta forma, a administração da empresa deixa de descontar para a Segurança Social milhares de euros.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: