PS rejeita propostas para uma vida melhor
Medidas indispensáveis <br>para os Açores

A CDU apresentou na actual legislatura um conjunto de medidas indispensáveis para o povo açoriano e para o futuro dos Açores, que o PS rejeitou. Coligação PCP-PEV promete continuar a lutar por estas causas.

 
  • Aumento do Complemento Regional ao Salário Mínimo;
  • Redução da taxa mais alta do IVA;
  • Manuais escolares gratuitos; 
  • Redução dos preços da electricidade; 
  • Aumentos do Abono de Família, do Complemento de Pensão e da Remuneração Complementar;
  • Fim das taxas moderadoras;
  • Manutenção dos caminhos agrícolas;
  • Modernização e viabilização da SINAGA;
  • Reposição da anualidade do concurso de pessoal docente; 
  • Mais meios humanos e técnicos dos serviços de Acção Social;
  • Criar uma ligação marítima regular entre São Miguel e Santa Maria;
  • Incentivo ao consumo de peixe nas cantinas escolares;
  • Programa permanente de monitorização dos stocks de pesca;
  • Criação do conselho regional da cultura; 
  • Construção do matadouro do Faial;
  • Construção da adega cooperativa da Graciosa;
  • Recuperação do Foral da Ribeirinha e das igrejas do Carmo e S. Francisco, no Faial;
  • Recuperação do Museu das Flores – Convento de São Boaventura;
  • Criar uma extensão do Centro de Saúde das Lajes, nas Flores;
  • Reabilitação da zona Património Mundial de Angra do Heroísmo;
  • Criar uma via alternativa de acesso à Ribeira Quente;
  • Melhor inspecção ambiental;
  • Construção da variante à cidade da Horta;
  • Ampliação da oferta dos transportes públicos terrestres em São Jorge e no Pico;
  • Melhorias no Porto dos Carneiros, na Lagoa;
  • Renovação da zona Poente de Ponta Delgada;
  • Instalação do Clube Náutico das Lajes, Pico;
  • Criar uma rede de centros de recuperação da fauna selvagem.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: