Justas reivindicações <br>na empresa AIS

A acção reivindicativa dos trabalhadores contra a precariedade na Automotive Interior Systems (AIS), em Montemor-o-Novo, foi saudada pela Organização Regional de Évora do PCP. «São mais de 50 por cento dos trabalhadores com contratos precários, grande parte deles trabalham nesta empresa há 2, 3 ou 4 anos», afirma o Partido.

A organização congratula-se, igualmente, com «a tribuna levada a cabo pelo Site-Sul e pela União de Sindicatos de Évora/CGTP-IN, no dia 24 de Agosto, à porta da empresa para denunciar esta situação ilegal», e alerta que enquanto os trabalhadores efectivos foram aumentados em Julho em 11,5 euros por mês, os temporários, com as mesmas funções, ainda não tiveram aumentos.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: