1708 – Igreja de S. Francisco, em Salvador

A Igreja de S. Francisco, em Salvador da Baía, é considerada a mais rica do Brasil e um dos mais belos exemplos do Barroco português em todo o mundo. Integrada num complexo que inclui o Convento da Ordem Terceira de São Francisco, a igreja ficou pronta em 1723, enquanto a construção do convento terminou em 1752. A exuberante decoração interior da igreja, que é o seu motivo de atracção, só foi concluída em 1782. Quase todas as superfícies do interior – paredes, tecto, colunas, capelas – estão cobertas de talha dourada ostentado imagens policromadas de intrincados desenhos, sobressaindo o trabalho em madeira de jacarandá, uma madeira de lei muito apreciada pela sua cor rosada e longa durabilidade. Na sacristia, na entrada e no altar estão os igualmente célebres azulejos retratando cenas alusivas à vida de São Francisco de Assis, comummente atribuídos a Bartolomeu Antunes e Jesus, mestre ladrilhador, mas que estudos recentes de documentos guardados na Torre do Tombo apontam poderem ser na verdade da autoria do mestre pintor Valentim de Almeida. A planta da igreja também é invulgar, apresentando três naves e não uma, como era uso das construções religiosas franciscanas. A fachada dá para um grande largo onde foi colocado um cruzeiro.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: