Privatizar para «investir»?

O ministro francês da Economia, Bruno Le Maire, revelou, dia 18, que o governo se prepara para lançar um vasto plano de privatizações.

Em entrevista à rádio France Inter, Le Maire afirmou que «em vez de receber dividendos regularmente» das empresas públicas, o Estado prefere obter um encaixe de «dez mil milhões de euros», resultante de privatizações, para assim «financiar investigações» em áreas como a «inteligência artificial, armazenamento de dados ou armazenamento de energia».

O ministro escusou-se a divulgar a lista das privatizações, mas apenas excluiu activos estratégicos «muito sensíveis» como a defesa e a energia nuclear.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: