Xi Jinping apela à transformação dos meios de informação na China

O presidente Xi Jinping apelou à revolução dos meios de informação na China, dotando-os de tecnologias capazes de expandir a sua presença em todos os canais comunicacionais para que difundam mensagens oportunas, claras e objectivas.

Segundo informações divulgadas em Pequim, no domingo, 26, citadas pela Prensa Latina, o dirigente chinês pediu esforços maiores e mais urgentes para desenvolver sítios web, microblogues, a rede de mensagens WeChat, boletins electrónicos, jornais digitais, televisão pela Internet e novos meios. Em sua opinião, deve ser dada prioridade às plataformas móveis.

Tais medidas têm como propósito levar a voz do Partido Comunista da China a todo o tipo de terminais dos utilizadores, ganhar a opinião pública e conquistar apoios para os objectivos há muito traçados: estabelecer uma sociedade com prosperidade para todos e converter o país num Estado socialista moderno.

«A produção das notícias e a formação da opinião pública enfrentam novos desafios, pois registaram-se mudanças profundas (…) na paisagem mediática e nos meios de comunicação», disse Xi.

O presidente deu orientações para o desenvolvimento integrado dos meios de comunicação no sentido de serem efectivos, competitivos e fortemente influentes, para o que convocou os dirigentes chineses a um maior apoio em termos de políticas, fundos e formação de especialistas.

Xi Jinping apelou aos meios de comunicação chineses que proporcionem, em tempo oportuno, informação autêntica e objectiva, com pontos de vista claros que contribuam para salvaguardar a segurança política, cultural e ideológica da China.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: