Acabar com a PPP em Cascais

Garantir o retorno do Hospital de Cascais à gestão pública é o objectivo de uma campanha de esclarecimento e mobilização que a Comissão Concelhia de Cascais do PCP iniciou recentemente. A iniciativa dirige-se a utentes e trabalhadores daquela unidade de saúde e sublinha os prejuízos causados pela Parceria Público-Privado (PPP), havendo um abaixo-assinado para subscrever exigindo o regresso do hospital à esfera do Serviço Nacional de Saúde.

Na campanha, os comunistas cascalenses identificam, ainda, as carências de profissionais (médicos, enfermeiros, técnicos de saúde, assistentes administrativos e operacionais), reivindicando, por isso, a contratação de pessoal e a substituição das subcontratações e vínculos precários por contratações com vínculo público efectivo.

Para o Hospital de Cascais, o Partido também pretende que seja assegurado um montante de financiamento capaz de atender às necessidades da população que serve, e o fim do parqueamento pago.

Em comunicado, a CC de Cascais recorda, por fim, que, na discussão do Orçamento do Estado para 2020, o PCP propôs o fim das PPP e o regresso das unidades de saúde abrangidas para a gestão pública, sem que tal ponha em causa a manutenção dos postos de trabalho e e prestação do serviço de cada concessionária até à conclusão desse processo, bem como uma alteração que impeça o Governo de renovar contratos de PPP.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: