Negligência grave
Resíduos perigosos em São Pedro da Cova

A avaliação técnico-científica aos resíduos da ex-Siderurgia Nacional depositados em São Pedro da Cova, concelho de Gondomar, confirmou a sua toxicidade e perigosidade para a população, sobretudo pelos altos teores de chumbo aí encontrados. Num comunicado de 17 de Março, a Comissão Concelhia do PCP responsabiliza os sucessivos governos – primeiro o do PS, com José Sócrates como ministro do Ambiente, e os que se seguiram, do PSD-PP e novamente do PS – por terem arrastado a resolução deste problema.

Os comunistas lembram que esta avaliação só foi uma realidade na sequência de «inúmeros protestos da população, alertas e pressões, ao longo de uma década, com relevo para o último ano». Em 2001, 2002, 2004, 2009 e 2010 o PCP denunciou – nas autarquias, na Assembleia da República e no Parlamento Europeu – este «crime ambiental» e reclamou medidas para a «urgente retirada» destes resíduos. Mas não obteve quaisquer resultados, o que configura por parte do Governo uma «atitude de negligência grave» e de «desrespeito pelos direitos da população».

A Comissão Concelhia de Gondomar do Partido exige medidas urgentes de remoção dos resíduos, bem como a descontaminação dos solos e a reposição da cota inicial do terreno com terras «limpas». Os comunistas esperam ainda pelas prometidas acções de requalificação ambiental para todo o espaço do antigo couto mineiro. O PCP salienta que tais medidas exigem «compromissos financeiros claros por parte do Governo», bem como a definição de prazos de execução.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: