União de Sindicatos de Setúbal agita para a greve geral
Protesto mobilizador no Barreiro

Image 8925

Cerca de dois mil barreirenses participaram, na manhã de sábado, 22, num protesto inserido na Semana de Luta convocada pela CGTP para o período de 20 a 27 de Outubro, informou em nota à comunicação social a Comissão Concelhia do PCP.

Sob o lema «Contra o Programa de Agressão ao Emprego, Salários, Pensões e Direitos Sociais», trabalhadores, reformados, jovens ou desempregados aderiram à iniciativa da União de Sindicatos de Setúbal (USS), rejeitando nas ruas da cidade as privatizações e a destruição dos serviços públicos, os cortes nos apoios sociais, o roubo nos salários e subsídios, o aumento da carga fiscal sobre quem trabalha e do horário laboral. Este pacote, imposto pelas troikas nacional e estrangeira à maioria da população, contrastam com as benesses concedidas à banca e ao grande capital, acusaram os manifestantes.

A acção terminou com uma concentração no Parque Catarina Eufémia. Na ocasião, Rui Paixão, coordenador da USS, apelou à participação de todos na greve geral convocada pela Intersindical para o próximo dia 24 de Novembro.

Segundo notícia publicada em http://www.rostos.pt/, no final da iniciativa foi ainda aprovada uma resolução na qual se salienta a brutalidade do «programa de austeridade, sem paralelo desde o 25 de Abril», e se adverte que «as novas medidas representam a recessão económica, o empobrecimento generalizado da população, o aumento do desemprego, mas também um recuo civilizacional que põe em causa princípios basilares, direitos e garantias fundamentais consagrados na Constituição».



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: