Merkel sem apoio<br>para novo mandato

Metade dos alemães não deseja que a actual chanceler se recandidate nas eleições legislativas de 2017, segundo uma sondagem publicada, dia 28, pelo jornal Bild am Sonntag.

O estudo revela que apenas 42 por cento dos inquiridos apoiariam um quarto mandato de Merkel.

A chanceler tem evitado revelar se pretende ou não recandidatar-se. No entanto, de acordo com o semanário Der Spiegel, a governante planeava anunciar a recandidatura ainda este ano, decisão que terá adiado devido à chamada «crise dos refugiados» e a divergências no seio da coligação governamental.

De qualquer modo, a sondagem mostra que a líder dos democratas-cristãos mantém o apoio entre os eleitores tradicionais do partido, dos quais 70 por cento são favoráveis à sua recandidatura, contra 22 por cento que a rejeitam.

Todavia, segundo o Der Spiegel, a maior ameaça para Merkel vem do interior do seu bloco político, designadamente da União Social-Cristã da Baviera (CSU), seu aliado de sempre, cujo actual líder Horst Seehofer tem posto em causa o apoio à chanceler, o que poderia representar uma ruptura histórica entre as duas formações.

Numa entrevista transmitida dia 28, Angela Merkel limitou-se a dizer que comunicará a sua decisão no «momento adequado».




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: