Fazer a diferença em Torres do Mondego

A CDU apresentou, dia 4, numa iniciativa na Praia Fluvial de Palheiros e Zorro, a lista à freguesia de Torres do Mondega, encabeçada por Gustavo Vicente, 43 anos, assistente operacional na Administração Regional de Saúde do Centro e membro da Direcção do Centro Cultural das Carvalhosas.

Integram ainda a lista Lisete Cortez, Joaquim Poiares dos Santos, António Valter, Carla Roque, António Leal da Costa, Paulo Simões, Fátima Cardoso, António Cardoso, Vítor Cruz, Sara Dinis, Libério Silva, João Seguro, Maria da Conceição, João Cruz, Mário Reis, Ana Margarida, Antonino Silva, Emanuel Victor, Madalena Eloy, Hermínio Cortez, Luís Dinis e Joana Cardoso.

Participaram nesta iniciativa os primeiros candidatos da CDU à Câmara e Assembleia municipais de Coimbra, Francisco Queirós e Manuel Rocha, respectivamente, assim como Vladimiro Vale, da Comissão Política do Comité Central do PCP.

Segundo Gustavo Vicente, «conseguimos nesta magnífica lista composta por homens e mulheres entrosar elementos de grupos etários muito jovens – pela primeira vez candidatos – com outros elementos mais experientes com provas dadas de trabalho, honestidade, competência e disponibilidade para que juntos possamos trabalhar com entusiasmo e dedicação pela nossa terra e pelas nossas gentes».

«Acredito que seremos capazes de fazer a diferença e tomar as melhores decisões, mesmo perante as maiores adversidades», afirmou o candidato, prometendo tudo fazer «para vencermos estas eleições, ouvindo os nossos fregueses, aceitando e analisando as suas propostas para o bem de todos e da Freguesia». «Mas, se porventura, isso não acontecer, continuaremos a lutar pelos nossos ideias e pelas nossas propostas», assegurou.

Reflexão
Gustavo Vicente deu ainda a conhecer que, durante os últimos meses, os elementos que compõem a lista da CDU fizeram uma reflexão das necessidades de toda a Freguesia. «É fundamental criar uma relação de confiança e proximidade entre os elementos da Junta de Freguesia e a comunidade», defendeu.

Assim, depois de 1 de Outubro, os eleitos da CDU vão trabalhar para solucionar os «problemas mais diversos», que passam pelas «questões sociais, nomeadamente a idosos, reformados, portadores de deficiência, desempregados, jovens em risco, pessoas carenciadas e com dependência, colaborando e encaminhando para as instituições existentes e especializadas para o efeito».

Por outro lado, entre outras medidas, serão valorizadas «as margens do Rio que faz fronteira com a nossa Freguesia, a praia fluvial, os caminhos e trilhos pedonais, a mata de Vale de Canas, cada uma das localidades que compõem a Freguesia e as suas gentes», garantiu o candidato.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: