Proposta para acordo na EVA

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações propôs anteontem, dia 4, uma solução para o conflito laboral no Grupo EVA (do universo Barraqueiro e que inclui as empresas EVA Transportes, Próximo, Frota Azul e Translagos).

Num comunicado aos trabalhadores, a Fectrans/CGTP-IN informou que a proposta foi formalizada num ofício enviado à associação patronal Antrop e à DGERT (Ministério do Trabalho), partindo de uma iniciativa tomada pela administração do Grupo EVA.

Esta, «perante a firmeza demonstrada pelos trabalhadores» e evidenciando «medo da contratação colectiva», decidiu «tentar dividir os trabalhadores, através da apresentação de propostas directas» de actualização salarial.

Para a federação, fica assim provado que há condições para aumentar os salários. Com este pressuposto, salienta que «os valores apresentados aos trabalhadores, se apresentados numa mesa negocial, podem constituir uma base de trabalho e discussão com vista à obtenção de um acordo».

«Se o Grupo Barraqueiro persistir na sua tentativa de dividir para reinar, vai ter certamente nova luta» naquelas empresas que operam no Algarve, avisa a federação.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: