Valorizar o papel do Partido e a luta dos trabalhadores
Jerónimo de Sousa no distrito do Porto

REFORÇO Anteontem, 16, o Secretário-geral do PCP esteve na freguesia de Banho e Carvalhosa, Marco de Canaveses, que a CDU conquistou pela primeira vez nas últimas eleições autárquicas.

Acompanhado por dirigentes locais do PCP e pelo presidente da Junta, Luciano Costa, Jerónimo de Sousa visitou os utentes do Centro Social de Carvalhosa e os dois lugares da freguesia.

Ao final da tarde, o Secretário-geral participou na sessão pública «Avançar, sim. Andar para trás, não!», realizada na Junta de Freguesia do Bonfim, Porto, na presença de centenas de camaradas e amigos.

Belmiro Magalhães, da Direcção da Organização Regional do Porto do PCP, abriu os trabalhos, onde se apontou a necessidade de valorizar o papel do Partido e a luta dos trabalhadores.

Seguiram-se depoimentos de trabalhadores, dos mais diversos sectores de actividade, da administração pública e das empresas privadas, que lutam pelos seus direitos e contra a precariedade laboral.

O trabalhador do sector da hotelaria e turismo, a psicóloga de uma escola pública, o professor e dirigente sindical, a ama de infância da Segurança Social, o profissional do táxi e o operário da Sakthi manifestaram um denominador comum: a luta pelos seus direitos e o reconhecimento do papel do PCP no actual quadro político, com a sua coerência e combatividade, a par da luta determinada dos trabalhadores, tem sido determinante para se avançar na defesa, reposição e conquista de direitos e rendimentos.

Jerónimo de Sousa destacou o contributo decisivo do Partido para a nova fase da vida nacional, para a interrupção do rumo de desastre nacional imposto por sucessivos governos, em particular pelo anterior do PSD/CDS, valorizando as marcas do PCP, nomeadamente no Orçamento do Estado que havia sido formalmente apresentado naquele dia.

O Secretário-geral do PCP falou ainda das contradições deste Governo minoritário do PS que não consegue romper com a submissão à União Europeia e ao Euro, nem alterar o rumo nas principais orientações orçamentais.

Terminou destacando que o elemento mais determinante para uma outra política é a luta dos trabalhadores e o reforço do PCP.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: