Leslie «destapou» EDP

«Este é o resultado da privatização de um sector que é estratégico, tanto para a economia nacional como para garantir o direito dos cidadãos ao acesso à energia», comentou a Fiequimetal/CGTP-IN, numa nota intitulada «Furacão Leslie destapou insuficiências da EDP».

A federação, que integra os sindicatos da CGTP-IN que representam trabalhadores das empresas do Grupo EDP, afirma que a tempestade «veio demonstrar as fragilidades do sector eléctrico nacional» e considera como «uma postura deplorável», o facto de a empresa ter reconhecido «que não está preparada para enfrentar este tipo de emergências e que poderá ter de pedir ajuda internacional».

Continuarem sem fornecimento de electricidade muitos milhares de consumidores, durante vários dias e «apesar do esforço hercúleo dos trabalhadores, tanto os da EDP como os dos prestadores de serviços», constitui «sem sombra de dúvida, resultado directo do desinvestimento a que temos assistido ao longo dos anos, fruto da sede de lucros dos accionistas, que preferem aumentar dividendos em vez de investir em reservas estratégicas».

Alertando que «de empresas privadas, em áreas como esta», os consumidores só podem esperar «o aumento das tarifas e um serviço cada vez pior», a federação reafirma que «é tempo de o Estado recuperar o controlo destes sectores, a bem da economia nacional e das populações».

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: