Navio de guerra dos EUA tentou entrar em águas da Venezuela
Venezuela denuncia provocações dos EUA

MERCENÁRIOS O presidente Nicolás Maduro revelou que um navio de guerra norte-americanos tentou uma incursão junto à costa da Venezuela e que mercenários treinados na Colômbia estão a ser enviados para o seu país.

Um barco de guerra dos Estados Unidos tentou penetrar em águas territoriais da Venezuela, revelou o presidente Nicolás Maduro.

Durante um acto público no Quartel da Montanha, que decorreu na terça-feira, 4, para comemorar o Dia da Dignidade Nacional e os 28 anos de rebelião cívico-militar liderada pelo comandante Hugo Chávez, Maduro denunciou também que mercenários financiados e treinados pelo governo colombiano estão a ser enviados para a Venezuela para perpetrar ataques contra unidades militares.

«Estou certo de que mais cedo que tarde os vamos capturar e castigar com a justiça venezuelana, porque na Venezuela queremos paz. Não o terrorismo. Independência, paz e dignidade», afirmou o chefe do Estado.

Maduro exortou a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) a defender a soberania nacional e lamentou que sectores da extrema-direita na Venezuela insistam em pôr-se do lado de acções contra a estabilidade do Estado e do sistema democrático. Acentuou, contudo: «Enquanto a direita continua a vender a pátria, nós, os que amamos a Venezuela, avancemos em ofensiva. Não percamos um só dia, é tempo de avançar.

O presidente venezuelano destacou que as circunstâncias do país são diferentes das que havia há 28 anos, pois «conquistámos a independência, a paz e a dignidade, e com elas abriremos as portas ao futuro da Venezuela próspera e feliz deste século XXI».

Dirigindo-se aos venezuelanos, afirmou que «temos de com uma mão defender a nossa pátria e com a outra construir, trabalhar, resolver os problemas».

O presidente sublinhou a importância de defender as conquistas alcançadas face às pretensões golpistas e nesse sentido garantiu que, com a máxima lealdade, o povo deve continuar a pugnar pela transformação revolucionária da Venezuela.

Lavrov na Venezuela

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguéi Lavrov, chega amanhã, dia 7, à Venezuela, em visita oficial, para reforçar os sólidos vínculos entre Caracas e Moscovo, foi anunciado em Caracas.

O chefe da diplomacia russa manterá conversações com a vice-presidente executiva, Delcy Rodríguez, e com o seu homólogo, Jorge Arreaza, e será recebido pelo presidente Nicolás Maduro.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: