Novas oportunidades

Com uma «Carta aberta» endereçada, dia 15, ao secretário de Estado do Emprego e ao Instituto do Emprego e Formação Profissional, 47 técnicos despedidos dos Centros Novas Oportunidades, formados em reconhecimento, validação e certificação de competências, reclamaram o pagamento das compensações pela cessação dos contratos de trabalho, após o encerramento daqueles centros, no início do ano, por decisão do Governo. Muitos destes trabalhadores estão a recorrer aos tribunais para reclamarem o pagamento, explicou à Lusa um ex-técnico do CNO de Beja, Luís Ricardo. A cada um destes técnicos com contratos previstos de três anos, a compensação devida pelo tempo de trabalho prestado é superior a 3500 euros, esclareceu.



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: