Professores intensificam luta

As organizações representativas dos professores estão a promover reuniões e plenários em escolas de norte a sul do País. As iniciativas iniciaram-se na segunda-feira, 11, justamente quando a plataforma sindical docente começou, com um encontro com o PCP, uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar no sentido de os alertar, entre outras reivindicações, que a intransigência do Governo em cumprir o compromisso assumido com os professores e educadores de contagem integral do tempo de serviço prestado (9 anos, 4 meses e 2 dias), arrasta o processo «para o 3.º período lectivo, o mais sensível e crítico».

Em comunicado, a Fenprof informa ainda que de hoje a uma semana, dia 21, professores e educadores entregam na Assembleia da República uma petição, exclusivamente subscrita por docentes e que conta já com mais de 50 mil assinaturas, em que se reafirmam as propostas negociais e as reclamações daqueles.

No passado dia 7, Fenprof, Sindep e ABIC inauguraram simbolicamente junto à Presidência do Conselho de Ministros o «Monumento ao Precário desconhecido», que irá em périplo por instituições do Ensino Superior e Ciência de todo o País para denunciar a situação de incerteza em que exercem funções milhares de docentes, investigadores e demais trabalhadores do Sistema Científico e Tecnológico Nacional.

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: