A organização partidária acolheu com entusiasmo a campanha de fundos
Em Évora, trabalha-se com afinco para o êxito da campanha de fundos

ORGANIZAÇÃO Apesar dos constrangimentos que marcaram os últimos meses, há fundadas razões para crer que os objectivos da campanha de fundos evocativa do centenário do Partido vão ser superados no distrito de Évora.

O lançamento desta campanha, decidida pelo Comité Central do PCP no início de Março, coincidiu com a explosão do surto epidémico de COVID-19, o que acabou por ter consequências no seu arranque e desenvolvimento. Mas o Partido não parou, avançando nas condições possíveis para a planificação e concretização desta importante campanha, a par e passo com o necessário desenvolvimento da restante acção partidária.

No imediato, está a ser colocado aos quadros, militantes e simpatizantes do Partido o estabelecimento de compromissos de contribuição mensal, por transferência bancária, repartida pelos vários meses de duração da campanha, a que acrescerão mais duas parcelas, referentes aos subsídios de férias e de Natal. Em breve serão lançados os cupões para contribuções isoladas.

Esta é a mais ambiciosa campanha de fundos alguma vez lançada pelo PCP e, ao contrário de outras, não tem como objectivo a aquisição de terrenos para realizar a Festa do Avante! ou edifícios para Centros de Trabalho, mas criar condições para elevar a actividade partidária a todos os níveis e assegurar a indispensável independência financeira do Partido. Para Raimundo Cabral, membro da Direcção da Organização Regional de Évora e da Comissão Central de Controlo, é já possível afirmar que os militantes e amigos do Partido compreendem os objectivos da campanha e estão empenhados em cumpri-los.

Arranque promissor

No distrito de Évora, nota o dirigente, os contactos estabelecidos até ao momento estão ainda limitados a um «número muito restrito de quadros do Partido», devido à situação que o País viveu nos últimos dois meses.

Apesar disso, valoriza, os compromissos de contribuição mensal entretanto assumidos representam nada menos do que 40% do objectivo regional estabelecido para a campanha. Das pessoas já contactadas, muitas ficaram ainda de propor um valor concreto para a sua contribuição mensal, pelo que o balanço destas primeiras abordagens, apesar de francamente positivo, não é ainda final. O resultado será ainda mais expressivo, acredita.

As próximas semanas serão decisivas para o êxito da campanha no distrito de Évora, sublinha Raimundo Cabral, para quem o progressivo desconfinamento e a realização de mais reuniões e iniciativas do Partido permitirão conversar com mais militantes e amigos e estabelecer novos compromissos de contribuição financeira para o Partido. Mas para tal, assume, há que preparar devidamente os contactos, definir quem os realiza e acompanhar de perto o desenvolvimento da campanha.

Avaliando a «boa resposta» que, até ao momento, a organização regional deu ao desafio ousado lançado pela direcção do Partido, Raimundo Cabral vê razões para confiar que os objectivos definidos serão ultrapassados.

Levar o mais

longe possível

Para o êxito que a campanha de fundos está já a ter no distrito de Évora, muito contribuem as organizações do Partido nos concelhos de Montemor-o-Novo e Mora, contam ao Avante! os responsáveis por ambas as organizações partidárias, José Rato e André Luz. Tal como na generalidade da região, nas duas localidedes é ainda pequeno o número de membros do Partido que já foram contactados, mas promissores os resultados alcançados: em Montemor-o-Novo, os compromissos assumidos representam já metade da meta estabelecida para o concelho e em Mora já a suplantam.

Em ambos os casos, os próximos meses serão determinantes, devendo a plena normalização da actividade partidária contribuir para o incremento dos contactos e, por consequência, dos compromissos financeiros. Em Mora, a estrutura partidária local já decidiu realizar quatro iniciativas, uma em cada freguesia, em que se associará à recolha financeira o debate sobre a importância da independência do Partido.

Tal como Raimundo Cabral, também André Luz e José Rato salientam que o entusiasmo com que os militantes comunistas acolheram esta campanha e os seus objectivos é muito bom prenúncio para o seu êxito. Agora, é levá-la o mais longe possível, em toda a estrutura partidária e junto de milhares de simpatizantes e amigos. Com a certeza de que não há obstáculos intransponíveis para o colectivo partidário comunista.




 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: