CDU apresenta soluções para Viana do Castelo

Image 23341

O acto eleitoral não é, como todos realmente sabem, uma declaração pública de afecto ou uma manifestação política de selecção. Não é também um festim, nem um leilão de promessas e talentos. Trata-se sim de um acto político muito exigente, que exige dos eleitores capacidade de avaliação política ao que foi prometido e posteriormente concretizado. Por isto a CDU define a força com um projecto assente no trabalho, honestidade e competência.

Nas eleições de 1 de Outubro temos de continuar a apostar na intervenção participativa, democrática e construtiva que valorize as riquezas naturais da região, a cultura do seu povo, o seu património material e imaterial, aproveitando as capacidades de inovação e valorização.

Assim, como resultado do trabalho realizado durante este mandato que agora termina, entre muitas outras necessidades, consideramos urgentes as seguintes medidas para valorizar e desenvolver o concelho de Viana do Castelo:

Repensar o concelho como um todo, aproveitando uma futura revisão do PDM (Plano Director Municipal), tendo por base um processo alargado de participação dos serviços da Câmara Municipal de Viana do Castelo, agentes e actores educativos, socioculturais, económicos e políticos do concelho, para que seja aproveitado todo o seu potencial;

Criar o Museu do Mar, museu vivo, há tanto tempo prometido, aproveitando o rico espólio existente, a cultura do mar de que os Estaleiros Navais e a Empresa de Pesca de Viana são principal testemunho;

Lutar pelo regresso da concessão da água à administração e tutela municipais, voltando a municipalizar a gestão das redes (de captação e distribuição) de água e saneamento, para que a população pague tarifas mais justas;

Eliminar urgentemente o pórtico de Neiva e reverter o processo das portagens na A28;

Repensar o modelo de organização interna da CMVC de forma a garantir transparência, eficácia e qualidade na sua actividade, nomeadamente com o reforço da capacidade de direcção de cada um dos sectores, departamentos e divisões, colocando ao serviço das populações e das suas estruturas representativas;

Incentivar parcerias com associações e empresas do concelho, necessárias para a criação do Centro de Ciência Viva que seja um centro interactivo de divulgação científica;

Instituir o Pelouro e o Conselho Municipal da Juventude, bem como criar a Casa Municipal da Juventude de forma a apoiar a actividade criativa e artística dos jovens de Viana do Castelo;

(Re)construção de uma travessia pedonal sobre o Rio Lima, a jusante da Ponte Eiffel, que se insira no prolongamento da ligação do percurso pedestre entre os concelhos de Caminha e Esposende, recuperando a antiga travessia da ponte pedonal de Viana do Castelo.

Com a eleição de uma vereadora nas últimas eleições na CMVC foi possível ter um maior conhecimento da vida da autarquia e assim poder denunciar e intervir para a resolução de muitos situações, como é exemplo a resolução dos problemas de estacionamento, ainda que de forma parcial, com a abertura de dois parques de estacionamento, um com preços bastante acessíveis, e outro grátis, resolução que sem a CDU no executivo da autarquia não teria sido possível.

A CDU quer continuar a oferecer o seu empenho na fiscalização e denúncia de abusos, incompetência e irregularidades, apresentando propostas construtivas e levando ao executivo, Assembleia Municipal ou assembleias de freguesia a vontade e as reclamações da população.

 

Cláudia Marinho, vereadora
e cabeça-de-lista à Câmara de Viana do Castelo

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: