Beja tem todas as condições para o sucesso
Beja, Cuba, Portel e Vendas Novas
Penalizar os partidos da troika

Cresce, a cada dia que passa, a onda de apoio à CDU. No domingo, Jerónimo de Sousa, em campanha pelos distrito de Beja e de Évora, comprovou este entusiasmo que se estende a todo o País.

A sete dias das eleições autárquicas, mais de 600 pessoas participaram num almoço, em Beja, que contou com as intervenções de João Rocha, cabeça-de-lista à Câmara Municipal, e de Jerónimo de Sousa, Secretário-geral do PCP. Ambos salientaram a necessidade de reforçar a CDU e de reconquistar a autarquia, para «Afirmar Beja» na região e no País.

«A verdade é que Beja tem todas as condições para o sucesso, só tem que ganhar – ou recuperar – peso político, prestígio, auto-estima. Quem cá vive e trabalha precisa de ver o reconhecimento de um concelho cheio de potencialidades, de uma cidade com séculos de história e a que falta ter a força, ter presença activa, impor-se como um verdadeiro centro regional», afirmou João Rocha, frisando que «o aeroporto, o Alqueva e a agricultura, os centros de investigação, o património, a excelente qualidade de vida que um centro urbano como Beja pode proporcionar, entre muitas outras coisas que existem, só precisam de ser apoiadas e incentivadas».

«Esse é o papel decisivo da Câmara Municipal», sublinhou o candidato, acrescentando: «Se houver desenvolvimento económico, investimento, turismo, esforço conjunto, criam-se empregos, fixam-se pessoas, criam-se as necessárias dinâmicas de crescimento globais. Cria-se um futuro. É isso que todos queremos.»

Transformar Beja

Jerónimo de Sousa destacou, por seu lado, que o concelho de Beja «precisa da CDU» para que a Coligação volte à gestão da Câmara para realizar o seu projecto de desenvolvimento. «É preciso recordar a obra feita durante décadas, aqui, pela APU, pela CDU, que transformou este concelho, que foi uma referência cultural, de desenvolvimento, de contacto com as próprias populações», referiu, sublinhando que no dia 29 de Setembro é preciso que «Beja volte a ter uma gestão CDU, ao serviço das populações».

Comentando as declarações do primeiro-ministro sobre a eventualidade de um segundo resgate, o dirigente comunista foi claro: «Este segundo resgate será como mais uns anos de cadeia para o nosso desenvolvimento, para um Portugal livre e soberano, caso aceitemos a imposição da troika e do grande capital». Por isso, sublinhou, nestas eleições é importante penalizar todos os partidos que assinaram o pacto de agressão: PS, PSD e CDS.

 

 Cuba apoia o projecto da CDU

Mudança que se ambiciona

Depois de um gigantesco almoço em Beja, teve lugar um desfile pelas ruas da Vila de Cuba. Pelo caminho, João Português e João Palma, respectivamente cabeças-de-lista à Câmara e Assembleia Municipal, ouviram palavras de confiança, que perspectivam, também aqui, um grande resultado eleitoral para a CDU, que passará, naturalmente, por ganhar em todos os órgãos autárquicos, ou seja, à Câmara e Assembleia Municipal de Cuba, assim como em todas as freguesias. «Viva a CDU», gritaram as centenas de pessoas, de todas as idades, que empunhavam as cores da Coligação.

Esta candidatura é a continuidade de um projecto que, nas últimas eleições, mereceu o apoio de 46,17 por cento da população do município, mas que por união dos partidos da política de direita não conseguiu chegar à liderança da autarquia. Na sua intervenção, já no Centro Cultural, João Português afirmou ser urgente uma mudança de política no concelho, sendo uma prioridade a criação de emprego, bem como a dinamização dos equipamentos existentes e o melhoramento das acessibilidades e das vias rodoviárias.

Jerónimo de Sousa salientou, de igual forma, que as eleições autárquicas têm a ver com as autarquias locais, mas também com a situação nacional. «Quem foi a força que, sem estar em eleições, lutou com as populações, com os trabalhadores, nas horas mais difíceis? Houve, de facto, uma força: o PCP e a CDU, que sempre estiveram do lado certo», referiu o Secretário-Geral do PCP.

 

A crescer em Portel

Deixando o distrito de Beja, Jerónimo de Sousa esteve ainda em Portel (distrito de Évora), onde a CDU apresenta como cabeças de lista à Câmara e Assembleia Municipal, José Francisco Sabino e Vitória Pinheiro, respectivamente.

Na Freguesia de Monte de Trigo, na margem direita do Rio Degebe, José Francisco Sabino lembrou que a CDU se assume «como a grande força política nacional ligada ao Poder Local democrático», afirmando-se como «espaço de intervenção, a favor do desenvolvimento e do bem-estar das populações».

O candidato apelou a toda a população a que «não se deixe enganar» pelo PS e prometeu continuar a luta contra a agregação de freguesias e manter todos os serviços e trabalhadores da autarquia.

Também Jerónimo de Sousa acusou o PS, neste concelho, de «viver de actos e de inaugurações, muita propaganda. Mas, naquilo que diz respeito à vida das pessoas tem feito bem pouco.»

Em oposição, «quem vota na CDU, seja para o Poder Local, seja para a Assembleia da República, deve sentir-se bem, porque o seu voto foi respeitado», salientou.

 

Vendas Novas

Continuar a construir o futuro

Em Vendas Novas, onde teve lugar um jantar que reuniu mais de 400 pessoas, José Rodrigues Figueira, cabeça-de-lista à Câmara Municipal, reafirmou os «objectivos», os «princípios» e os «compromissos» da CDU para com a população, que, mais do que “ideias para serem cumpridas até 2025”, como diz o PS, é um programa com propostas de governo local».

«Os vendasnovenses conhecem o trabalho da CDU e dos seus eleitos à frente dos órgãos autárquicos do concelho de Vendas Novas. Queremos continuar a merecer a confiança dos homens, mulheres e jovens para construir um concelho ainda mais solidário e melhor para viver», concluiu José Figueira.

Jerónimo de Sousa, por seu lado, voltou a lembrar que, no dia 29 de Setembro, o voto, de cada um, «é mais do que isso», uma vez que «não podemos desligar as eleições autárquicas, olhando para as nossas vidas, das ameaças que decorrem, hoje, para milhões de portugueses». Neste país, acrescentou, «os ricos foram acumulando fortuna, mesmo em tempos de crise, enquanto muitos portugueses, com vidas dignas, foram puxados para baixo e hoje estão no limiar da pobreza».

 


Uma gigantesca onda azul, de confiança, invadiu o concelho de Viana do Alentejo. O Secretário-Geral do PCP, acompanhado pelos candidatos da CDU aos órgãos autárquicos do concelho, visitou a Feira de Aires. Aqui, os cabeças de lista à Câmara e Assembleia Municipal são, respectivamente, João Penetra e Marta Bagão

 



 Versão para imprimir            Enviar este texto            Topo

Outros Títulos: